O crédito rural é uma modalidade de financiamento que visa o desenvolvimento econômico e social do setor agrícola brasileiro através de empréstimos, letras de câmbio, notas e aceitações de bancos. Esse recurso é uma das ações do Governo Federal através do Plano Safra, que apresenta um conjunto de políticas anuais voltadas ao Agronegócio. 

Através desse financiamento, o produtor rural pode financiar suas despesas operacionais, investir em maquinário, expandir os negócios e até mesmo, potencializar a utilização de seus recursos para a geração de energia

O crédito agrícola assegura diversos benefícios e vantagens aos produtores, como a taxa de juros baixa, prazo de pagamento maiores (até 10 anos para quitação do financiamento), possibilidades de obter isenções de taxas e a adaptação de acordo com as necessidades de cada empreendedor. 

Os recursos utilizados pelo crédito agrícola são provenientes do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e fundos constitucionais, podendo ser concedidos por instituições públicas e privadas que têm autorização para operar. 

 

Como funciona o crédito rural? Fonte: Banco Central do Brasil

O agronegócio no Brasil representa quase 25% do PIB nacional, fazendo com que o setor agrícola seja responsável pelas maiores movimentações dos indicadores econômicos. Assim, a concessão do crédito rural é uma prioridade de ação para o Governo Brasileiro, uma vez que ajuda associações, cooperativas e produtores rurais a aumentar suas operações, reduzir os custos, realizar investimentos e otimizar seus processos. 

O Plano Safra garante a obtenção de créditos com juros menores para que os investimentos continuem crescendo para a geração de mais empregos e um maior crescimento econômico.

Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, as contratações do crédito rural alcançaram um aumento de 11% em relação ao ano anterior, apesar da crise do corona vírus. E diante desse cenário, o plano de 2020/2021 foi pensado para que existissem condições diferenciadas para pequenos e médios produtores.

Existem vários projetos disponíveis para que os produtores consigam ter acesso ao crédito rural de acordo com as necessidades:  

O Moderagro (Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais), por exemplo, visa o financiamento, em até 100%, das propostas dedicadas à modernização e expansão do agronegócio, além da conservação ambiental.

Já o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) tem como objetivo suprir as necessidades básicas e específicas dos pequenos agricultores que se baseiam na mão de obra familiar. 

Para o produtor que pensa em investir em soluções inovadores e tecnológicas para seu empreendimento, como geradores de energia sustentável, a Inovagro disponibiliza créditos com financiamento de até 100% do projeto. 

Para saber como usar o crédito rural para investir com a FCamp, acesse o nosso site.

Categories:

2.974 Responses

Deixe um comentário