Além de gerar uma energia limpa e renovável, a energia solar também traz outro grande benefício para a sociedade: o aumento no número de empregos. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o setor empregou 40 mil pessoas no primeiro semestre de 2020 e suas instalações cresceram em 45%

Por ser um setor relativamente novo, que está presente no Brasil desde 2012, a expectativa é que haja um crescimento ainda maior. Segundo um estudo da Absolar, o Brasil poderá gerar mais de 672 mil empregos até 2035 somente nos microgeradores, caso as regras atuais de distribuição energética sejam mantidas. 

E não é somente no Brasil que este setor está em alta. De acordo com a Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena), a China, Estados Unidos, Índia, Japão e Alemanha, juntamente com o Brasil, são os países que mais vêm gerando emprego com energia solar, e, dentre as energias renováveis, esse setor é o maior empregador. 

Juntamente com a geração de empregos e ampliar o desenvolvimento sustentável, a energia solar também é capaz de melhorar outros setores do país. De acordo com Rodrigo Sauaia, CEO da Absolar, a energia solar “alivia os gastos dos consumidores com eletricidade, protegendo-os de aumentos recorrentes nas tarifas. Com isso, fortalece a economia do país e acelera os setores produtivos brasileiros, do agronegócio ao comércio, dos serviços à indústria. E ainda ajuda na recomposição dos cofres públicos e no cumprimento das metas ambientais assumidas pelo Brasil internacionalmente”. 

 

No responses yet

Deixe um comentário