Em julho deste ano, foi divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que haveria um aumento da tarifa em 26,6%, o que impactou as contas de luz em aproximadamente 3,92%

Ainda que o valor das conta tenha aumentado, a porcentagem foi menor pela Conta-Covid, uma operação feita para regulamentar os empréstimos concedidos às empresas de energia durante a pandemia. 

A Aneel estima que houve uma redução de 6,23% na arrecadação do setor de energia, o que causou muito prejuízo. Para que isso não pese tanto no bolso do consumidor, foi determinado pela Conta-Covid que esses empréstimos serão pagos ao longo de 5 anos. De qualquer maneira, com ou sem Conta-Covid, qualquer aumento na conta de luz abala as despesas domésticas. 

A melhor maneira de livrar-se desses aumentos tarifários é investindo em outras fontes de energia, que garante a estabilidade nas contas mensais mesmo durante uma pandemia, e ainda ajuda a economizar. A energia solar, por exemplo, consegue reduzir em até 95% a conta de luz, pois a energia é gerada através do sol, um recurso gratuito e abundante. 

1.630 Responses

Deixe um comentário