O Sistema Solar Híbrido é caracterizado pela capacidade de produzir energia elétrica usando os raios solares e armazenar em baterias a energia excedente. O termo híbrido se dá pela junção de dois tipos de sistemas. O on-grid, ligado à rede elétrica, em conjunto com o off-grid, que armazena energia, forma um sistema confiável e econômico. 

A maior vantagem desse equipamento é a garantia de ter energia em dias chuvosos, nublados ou à noite. Painéis solares sem o armazenamento de energia podem apresentar instabilidades caso o tempo fique fechado durante dias seguidos, e assim é necessário recorrer à rede elétrica.

Existem dois tipos de sistemas híbridos. O All in One é indicado para propriedades com equipamentos que necessitam de alimentação prioritária em equipamentos que usam energia de forma ininterrupta. Já o Sistema Solar Conectado à Rede Híbrido bi-modal possui um inversor bi-modal, capaz de alternar entre a rede pública e a energia armazenada em baterias. 

As maiores vantagens desses equipamentos são a grande redução nas contas de luz; a garantia durante apagões e o armazenamento do excedente. As desvantagens estão no valor investido, que é bem maior do que do sistema comum; a duração das baterias, que têm vida útil de 7 a 15 anos; e a necessidade de um espaço maior para instalar as baterias. 

Geralmente, o sistema solar híbrido é mais indicado para hospitais, centros comerciais de grande porte e centrais de controle, que necessitam de maior garantia de independência energética. 

Tags:

2.175 Responses

Deixe um comentário