A força da água para gerar energia mecânica é usada desde o século I a.C. principalmente através de rodas d’água. Gregos e romanos usavam desse método para girar maquinários, enquanto na Europa e China a energia era gerada por moinhos d’água. 

A energia mecânica da força da água passou a ser convertida em energia elétrica a partir do século XVIII, após o surgimento da lâmpada, dínamo, motor e outros equipamentos tecnológicos. As usinas elétricas de pequeno porte surgiram ao final do século XIX, e eram capazes de alimentar pequenas propriedades. A primeira casa a ser alimentada por uma usina elétrica foi do inventor Lord Armstrong, no condado inglês Northumberland, em 1878

A primeira usina hidrelétrica foi feita em 1882 na cidade de Appleton, em Wisconsin, nos Estados Unidos, quando uma turbina de água foi ligada a um gerador de energia. Em 1888, Nikola Tesla inventou o motor de indução e a bobina de Tesla (um transformador) e, com isso, surgiu a corrente alternada. Com isso, foi possível construir a Niágara Falls, idealizada por Tesla, e em 1897 surgiu a primeira usina hidrelétrica com corrente alternada.

A Usina Hidrelétrica de Marmelos, primeira hidrelétrica do Brasil,  foi construída em 1889 em Juiz de Fora – MG. Ela foi idealizada pelo empresário Bernardo Mascarenhas, para alimentar sua indústria têxtil. A partir disso, foram surgindo outras usinas, mas a energia hidrelétrica só ganhou força no Brasil após a Segunda Guerra Mundial.

As hidrelétricas são empreendimentos atrativos no país, por ser o terceiro em potencial hidráulico no mundo, ficando atrás da Rússia e China. Atualmente, cerca de 70% da matriz energética brasileira vem das hidrelétricas e existem 875 usinas hidrelétricas no país. 

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário