O Estado do Piauí ganhará um novo complexo solar, com investimento de R$2,5 bilhões. O projeto do Caldeirão Grande II é da empresa Ibitu Energia, e deve começar a ser construído em novembro deste ano. 

“A expectativa é de que já comecemos a contratação de trabalhadores no final deste ano. Este complexo será o maior de energia solar do Piauí e do Brasil. A cada etapa serão instalados 300 MW”, disse o presidente da Ibitu, Gustavo Ribeiro.

Ao final da instalação, o Caldeirão Grande II terá potência de 613 MW. A expectativa é que fique pronto em 2024, e será o maior projeto de energia solar do Brasil.  

Segundo a Ibitu, ao longo dos três anos de construção, serão gerados aproximadamente 3.600 empregos diretos e indiretos, contribuindo para a movimentação da economia local e inserindo os moradores no mercado de trabalho. 

Categories:

Tags:

No responses yet

Deixe um comentário