O verão, uma das quatro estações do ano, é caracterizado por elevadas temperaturas. Os dias são mais extensos e as noites são mais curtas devido a inclinação do Planeta Terra. Durante o verão do Hemisfério Sul, o Polo Sul, do Globo Terrestre, fica mais voltado para o Sol do que o Polo Norte. 

O momento em que um dos hemisférios recebe maior incidência solar é chamado de Solstício de Verão – nesse fenômeno astronômico, o Sol atinge maior declinação em latitude em relação à Linha do Equador, dando origem ao dia mais longo do ano, e também dá início ao verão. 

Devido à longa duração do dia, as horas de exposição do Sol aumentam consideravelmente, assim, os painéis solares recebem iluminação natural por mais tempo e a geração de energia ao longo deste período tem índices elevados.

Os sistemas de energia solar fotovoltaicos convertem a radiação solar – luz do Sol –  em energia elétrica. Portanto, quanto mais tempo ficam expostos ao sol, maior a produção de energia.

Como, no verão, os dias têm maior duração, a quantidade de energia produzida pode até ser maior do que a quantidade consumida. Nesse caso, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) permite que o consumidor acumule créditos para uso futuro do excedente gerado.

A Energia Solar é uma alternativa renovável, limpa e sustentável. Além disso, a instalação de um sistema de energia solar permite reduzir os gastos com a conta de luz de 60% a 95%. Uma economia significativa que faz com que o investimento tenha retorno em menos tempo.

No responses yet

Deixe um comentário