A maior parte do estado de Minas Gerais está dentro do Cinturão Solar, área com maior índice de irradiação solar do mundo, que abrange do Nordeste ao Pantanal. Assim, o estado tem um dos maiores índices Solari métricos do país e faz jus à essa qualidade, mantendo-se como o maior usuário da tecnologia.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), em agosto de 2021, Minas Gerais responde por 18,4% de todo o Parque Brasileiro de Energia Solar Distribuída, o que significa 1.142,9 MW de potência instalada nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos mineiros. 

Minas é líder entre os estados brasileiros em potência instalada de pequenos e médios sistemas fotovoltaicos. São Paulo e Rio Grande do Sul, segundo e terceiro colocados no ranking da Absolar, têm uma potência instalada de 793,8 e 785 MW, respectivamente. Já nas grandes usinas solares de geração centralizada, Minas Gerais corresponde a 14,8% da potência instalada da fonte no País, com 635,4 MW operacionais.

Nos últimos quase dez anos, o setor já atraiu mais de 60,6 bilhões de reais em novos investimentos e gerou mais de 360 mil empregos acumulados em todo o País. Com isso, ultrapassou 12 GW de potência operacional da fonte solar fotovoltaica.

Comments are closed